dias estranhos

dias estranhos. me sinto esquisito, meio ressabiado, meio tristonho. como se nem sei, como se eu não soubesse alguma coisa que deveria saber. não gosto dessas festas forçadas de fim de ano, acho que isso ajuda a sensação geral de incômodo. e me sinto sempre um estrangeiro. já escrevi sobre isso em algum lugar deste blog. enfim, é isso aí. e ainda é só segunda-feira. de cinza no céu, calor no ar e um ventinho frio. dezembro em são paulo. sempre a dor de ser aumenta.

Escrito por Alberto Guzik às 10h43

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode se interessar