Enfim…

Enfim, depois de muita insistência de meus amados amigos e parceiros de trabalho nos Satyros (1), Ivam Cabral (2) e Laerte Késsimos (3) , resolvi que é hora de fazer meu blog. Tirei o nome dele de minha preocupação obsessiva com o tempo, que nos empurra rumo às águas do rio Estige e às terras do Hades (4). E me inspirei em Hesíodo, o poeta grego do século VII a.C., que escreveu Os Trabalhos e Os Dias, falando de seu cotididano. Lendo os blogs de artistas que admiro e amo, como Rodolfo Vázquez (5), nosso diretor nos Satyros, de Fernanda d’Umbra (6), do Marcelino Freire (7) , da Ivana Arruda Leite (8) , do Sérgio Sálvia Coelho (9), do Ivam (10), do Laerte (11), percebi que o blog pode ser um veículo para circulação de idéias, não um exercício tolo de ego. Então aqui vou eu. E prometo que logo vou postar algumas das primeiras impressões sobre a viagem que acabamos de fazer, nós, os Satyros, pela Alemanha, com “A Vida na Praça Roosevelt”, obra-prima da Dea Loher (12) , magistralmente dirigida pelo Rodolfo, onde eu desempenho o papel da travesti Aurora de Cordoba. Bem, por ora é isso. Até já.

Escrito por alberto guzik às 10h03
1) Satyros – Teatropédia
2) Ivam Cabral – Teatropédia
3) Laerte Késsimos – Teatropédia
4) O Hades (do grego Aidòs), é a terra dos mortos da mitologia grega, governada pelo deus homônimo. Situado no mundo inferior, em baixo da superfície terrestre, é conhecido também como casa ou domínio de Hades (dómos Aidaoú) e é o lugar para onde vão as almas das pessoas mortas (sejam elas boas ou más), guiadas por Hermes, o emissário dos deuses, para lá tornarem-se sombras.
O Estige é o rio da invulnerabilidade, um dos rios do Hades. Segundo uma versão da lenda de Dionisio, uma promessa pelo Estige é o voto mais sagrado que pode ser feito. Nem mesmo os deuses podem quebrar uma promessa pelo Estige. Segundo a lenda, a mortal Semele, mãe de Dionisio e uma amante de Zeus, foi enganada por Hera, que querendo vingar-se da amante do marido se metamorfoseou em sua serva. Hera convenceu Semele a pedir a Zeus uma prova de amor: primeiro Semele fez Zeus fazer uma promessa pelo Estige sem saber do que se tratava; depois Semele disse que queria ver a forma verdadeira de Zeus. Tendo já feito a promessa, Zeus não pôde voltar atrás e mostrou sua verdadeira forma a Semele, que morreu nessa metamorfose. O fato de nem mesmo Zeus ter ousado quebrar a promessa, demonstra a importância do voto. O Estige aparece em várias histórias. Numa das mais comuns, Tétis tentou tornar o seu filho Aquiles invunerável mergulhando-o nas águas desse rio. Porém, ao mergulhá-lo, suspendeu-o pelo calcanhar (o calcanhar de Aquiles), ficando esta parte vulnerável, o que acabou sendo o motivo de sua morte durante a Guerra de Tróia.
5) Rodolfo Vázquez – Teatropédia.
6) Fernanda D’Umbra – Teatropédia.
http://semgelo.zip.net/
7) Marcelino Freire (Sertânia, PE,1967), escritor e agitador cultural. Mora em São Paulo desde 1991. Idealizador e organizador da Balada Literária. Autor de Eraodito ( 2002), Angu de Sangue (2002), Contos Negreiros ( 2005) e Amar é Crime ( 2010), entre outros.
http://marcelinofreire.wordpress.com/author/marcelinofreire/
8) Ivana Arruda Leite ( Araçatuba, SP,1951), escritora, mestre em sociologia pela USP. Autora dos romances Eu Te Darei o Céu e Outras Promessas dos anos 60 ( Editora 34, 2004) e Alameda Santos ( Iluminuras, 2010), entre outros.
http://doidivana.wordpress.com/

9) Sérgio Sálvia Coelho.
Diretor, foi crítico de teatro da Folha de São Paulo, Mestre em Dramaturgia pela ECA/USP, editor da Editora riocorrente.
http://aasclaras.zip.net/

10) Blog de Ivam Cabral: http://terrasdecabral.com.br/
11) Blog de Laerte Késsimos: http://laerteeomundo.zip.net/
12) Dea Loher . Wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dea_Loher
ou fazer uma entrada na Teatropédia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode se interessar